Bem querer

No deserto ou mar aberto

Da parede ao cho ou teto

O travesseiro e a janela

No olhar profundo, a tela.

E uma lgrima me leva at voc

No segredo um sentimento

Adormece no silncio

Feito o conto cinderela

Um amor e a fria a espera

No sagrado da saudade

O bem querer

Quantas vias pra uma sina

Quantos becos pra um nico fim

Na parede da santa memria a tua imagem mil lguas de mim.


Cristina Caetano - Santarm, fevereiro de 2012